2 July 2008

All together

Em Português é mais simples e, afinal, somos todos, neste departamento, professores de Português!
Amanhã vamos estar juntos pela última vez, num daqueles encontros que formalizam os nossos laços da pior maneira. Era preferível organizarmo-nos em five-o'clock-work-tea, em vez de chamarmos a este encontro o nome burocrático que tem: Reunião de Departamento.
Felizmente, não presido. A Paula fá-lo, com certeza, muito melhor do que eu e eu agradeço-lhe o empenho e o profissionalismo com que se dedicou a esta tarefa para mim muito ingrata.
Infelizmente, não faço parte neste momento, formalmente falando. Mas, do ponto de vista pessoal e humano, sei que pertenço e faço parte. Nunca na vida tinha tido estas certezas! Nunca na vida tinha sentido que a Humanidade a que pertencemos, em dose restrita, um grupo de amigos, como é o caso, uma família, nos pode "aguentar", nos pode ajudar a atravessar um ribeiro, um rio e até um deserto.
E eu não queria que o ano lectivo acabasse sem vos dizer que vos estou muito, muito grata, por todas as ajudas que vieram, em formas de palavras, de gestos, que transformaram os momentos mais difíceis em momentos tremendamente felizes, que dissiparam as dúvidas, que fortaleceram as fraquezas, e que, no seu conjunto, mudaram definitivamente o rumo das coisas. Nestes quase três meses, nunca me senti sozinha, nunca me senti afastada, distante desta vida que também é minha, claro! Nunca se quebrou o nosso contacto e a maioria sabe tudo o que aconteceu ao longo destes meses: ao vivo e a cores, por sms, pelo telefone, por mail. Fosse como fosse, senti que estávamos sempre com a humanidade da relação de amizade perfeitamente actualizada!
Que mais posso dizer para além de “obrigada”?
Queria que lessem ou ouvissem a minha gratidão, como eu a sinto: uma emoção muito forte que me faz feliz.
Se alguma coisa mudou em mim foi mesmo a auto-estima que está em alta, que é um grande combustível para grandes travessias.
All together faz cada vez mais sentido. Parece ter sido premonitório.
All together now and for ever!

2 comments:

CMP said...

Querida Madalena, já me ensinaram a ver onde estava o gato :).Como sempre estremeci ao ler o teu texto. Quem me dera ter esse poder de mexer as palavras...não precisas agradecer nada. Somos nós que agradecemos o teu sorriso, a tua força, a tua simpatia. E sim...esperamos ansiosamente pela tua presença física, pois contigo estamos todos mais completos. Obrigada Mada...por seres a pessoa que és!

Sandra C. said...

Olá Madalena

Acredita que também me sinto feliz por dentro em saber que cada um(a) de nós contribuiu para esse teu estado de alma... É bom saber-te tão bem!
Compreendo que um gesto, uma palavra, um olhar fazem a diferença neste "mar" de emoções a que chamamos vida... se de alguma forma nós interferimos no ondular do teu "mar", ainda bem...
Força, querida... sempre!

Um beijinho